• Ariane Sasso

BIM, cinco motivos práticos pra você mudar do CAD para BIM - Parte 2.


Na primeira postagem da série sobre BIM eu falei sobre a importância de usar ferramentas que ajudam a poupar o bem mais precioso que temos hoje: o TEMPO!

Hoje vou falar para você sobre EFICIÊNCIA, EFICIENTICISMO*...

Lembrando que ser rápido, não necessariamente é ser eficiente, mas que ser eficiente está intimamente ligado a ser mais sustentável e à maior nível de qualidade!

fonte: graphisoft

Motivos 2 e 3:

O segundo e o terceiro motivo estão intimamente ligados à construção sustentável: Eficiência em ÁGUA e em ENERGIA.

E o que isso tem haver com migrar de ferramenta CAD, simples, para ferramenta BIM?

Isso tem haver com o momento pelo qual passa a construção civil. Caminhando para a definição da construção sustentável como padrão de construção.

Ser eficiente em água e em energia são requisitos fundamentais para a construção sustentável, seja na construção de edifícios que buscam certificações, ou edifícios que precisam atender os propósitos das cidades que já exercitam o desenvolvimento sustentável.

Existem várias vantagens do ponto de vista da informação no desenho modelado que subjugam o desenho que é apenas auxiliado pelo computador.

Se for levado em conta que "BIM é um processo integrado que armazena e dinamiza as trocas de informação de projeto, construção e operação entre os vários intervenientes, através da criação de um modelo tridimensional do edifício enriquecido com as suas características físicas e funcionais, tendo este um grande potencial no apoio à tomada de decisão nas várias fases do ciclo de vida de um empreendimento"¹; pode-se dizer que os projetos que passam por modelagem das informações estão anos luz a frente dos que não passam, pois se tornam ferramentas de apoio ao gerenciamento e condução dos rumos da construção. Ou seja, influenciam o ciclo de vida do objeto, incluindo os custos dessas decisões.

O projeto deixa de ser parte documental do edifício e passa a ser base de dados segura e referência visual fácil e acessível para os gestores da construção. Isso vale muuuuuuuuuuuito dinheiro! E economiza muito tempo.

Sem esquecer dos planilhamentos e dos quantitativos que podem ser automaticamente produzidos, economizando tempo nos projetos elétricos e hidrossanitários, e reduzindo os desperdícios e falhas de execução; mas aprofundando nas possibilidades em BIM: os projetos modelados podem influenciar nas decisões operacionais tomadas ainda na fase de projetos; PROJETOS BIM PERMITEM DECISÕES REAIS A PARTIR DA REALIDADE VIRTUAL. Quanto mais a realidade virtual se aproximar da verdade - o que acontece por meio da inserção de informações verdadeiras na plataforma - maiores são as chances de antecipação do futuro e decisões mais acertadas são tomadas.

Destaco aqui as possibilidades de simulação da realidade e de como informações processadas antes da construção podem alterar decisões importantes referentes a eficiência das edificações tanto em consumo de água quanto em consumo de energia. E isso também vale muuuuuuuuuuuito dinheiro!

fonte: http://ndbim.com/index.php/pt/component/k2/item/6-eficiencia-energetica-e-o-bim

As simulações são ferramentas preciosas na análise do desempenho de uma edificação.

Se a simulação aponta problemas certamente decisões serão tomadas para garantir que a edificação alcance maior eficiência.

"Quanto mais informação tiver o modelo BIM ou as bases de dados a ele associadas, maior o potencial de representação do objeto a construir e portanto maior qualidade terão as simulações de engenharia e de comportamento funcional do edifício."¹

Considerando que as informações que você lançara são verdadeiras e são as built, além de simulações mais precisas, o seu projeto poderia influenciar as decisões de várias equipes em projeto, ou em operação.

Algumas das que envolveriam água, energia, ou ambas:

  • de ar condicionado;

  • de automação predial;

  • de iluminação e conforto;

  • de equipamentos economizadores de água potável;

  • de reuso de água;

  • de irrigação de jardins;

  • de gerenciadores de facilities;

  • de manutenção predial.

Se considerarmos ainda que as informações sobre pegada hídrica e consumo energético na produção de materiais e equipamentos abre-se uma gama muito maior de decisões que podem ser influenciadas pelo projeto modelado.

Na Parte 3 vamos falar melhor sobre isso, ok?

Antes de acabar preciso chamar sua atenção para algo que considero muito importante.

Se você ainda tem medo de migrar por se sentir confortável com a ferramenta que você domina e por saber que isso gerará uma demanda de tempo que hoje você não dispõe tenha em mente que você precisa se preocupar em dobro.

fonte: http://theoldmotor.com/?p=147755

Primeiro por que em pouco tempo sua ferramenta estará obsoleta, e segundo porque em breve ela não atenderá as demandas do mercado da construção.

DICA DA ARIANE:

Simulação é uma atividade que depende de informações muito próximas da realidade do local de análise.

Não é porque um software traz ferramentas de simulação que ele é adequando para atender as normas pertinentes e estabelecidas para cada região do planeta.

Fique atento à legislação que ele deve seguir e se o software aceita que você introduza os dados oficiais da região que você está analisando.

DICA DA ESPECIALISTA:

O EFICIENTISCISMO* irá em pouco tempo engolir as práticas tradicionais no mercado da construção civil.

Atente-se para isso. Atualize-se imediatamente!

Busque profissionais que já estejam na crista dessa onda, antes que ela caia como um TSUNAMI sobre o seu negócio!

NÃO PERCA! ASSINE A NEWSLETTER E RECEBA EM PRIMEIRA MÃO!

REPENSE!!!

Ser mais eficiente é obrigação da construção civil!

REDUZA!!!

Reduzir o consumo de tempo no processo de produção envolve o tempo de projetação, mas também o de execução, e de uso da contrução.

Gostou do post? Então compartilhe com os seus amigos.

Ainda tem dúvidas??? Entre em contato!!!

YT: Arianesas

FB: e53.arq

Insta: arq.ariane.e53

ariane@e53.arq.br

AbraSasso!!!

* EFICIENTICISMO - estilo construtivo e arquitetônico que terá obsessão pela eficiência e pela qualidade das construções, apoiada por certificações e selos referentes as capacidades e qualidades da construção em relação à sustentabilidade na construção civil. Definição da autora.

1. http://ndbim.com/index.php/pt/component/k2/item/6-eficiencia-energetica-e-o-bim, em 22/08/2017.

Bibliografia e fonte de imagens:

http://www.au.pini.com.br/arquitetura-urbanismo/208/vale-a-pena-migrar-224372-1.aspx

http://ndbim.com/index.php/pt/component/k2/item/6-eficiencia-energetica-e-o-bim

http://sustentarqui.com.br/dicas/o-que-e-o-bim/

http://sorevit.com/bim-e-o-projeto-sustentavel/

http://theoldmotor.com/?p=147755

http://www.infohab.org.br/entac/2016/ENTAC2016_paper_608.pdf

#eficiênciaenergética #sustentabilidade #estúdio53 #arianesasso #BIM #infromação #consumodeágua #consumodeenergia #eficienticismo #reusodeágua #arcondicionado #manutençãopredial #gerenciamentodefacilities #irrigaçãodejardins #automaçãopredial #iluminação #conforto #água #energia

estúdio53 arquitetura e eficiência/ Tel: 028-3542-1905 / contato@e53.arq.br / © 2019 por estúdio53

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now